‘Falar de tudo isso acabou sendo libertador’, desabafa Andressa Urach

Foto: Reprodução

É possível fazer do passado seu maior aliado. Quatro anos depois de lançar o livro ”Morri para viver”, relatando sua história de prostituição e luta pela fama, Andressa Urach está trabalhando em outra autobiografia, intitulada de ”Desejos da alma”.

A trama tem início no hospital e conta os desafios que a morena teve na igreja, seus pecados no caminho da conversão e a interminável batalha para não cair novamente na pornografia, vícios e antigas amizades.

Em entrevista ao portal IG, a morena revelou o que motivou a compartilhar esse momento de sua vida. “Hoje minha vida é movida a ajudar pessoas, eu fui curada do vício da cocaína, da depressão, da síndrome do pânico (…) Falar de tudo isso acabou sendo libertador”, contou.

Questionada sobre o que os leitores podem esperar da obra, que foi lançado no último domingo (27), a morena disparou: “Narra de 2014 até hoje, escolhas que fiz movida por emoções e como elas fizeram com que eu tivesse consequências na minha vida”, declarou.

“Por isso o título ‘Desejos da Alma’, se a gente conseguir usar a razão tomaremos a decisão certa, mas se formos movidos pelo sentimento, com certeza, a gente acaba se perdendo”.