Datena fala poucas e boas após presidente da Caixa dizer que a Band ‘queria dinheiro’

kid gordinho Drt 5898

(Foto: Reprodução/Instagram)

A divulgação de um dos trechos da reunião ministerial, que foi citada pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, como provas de tentativa de intervenção de Jair Bolsonaro na Polícia Federal, acabou sobrando polêmicas para a Band.
A emissora paulista replicou o trecho liberado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, na tarde desta sexta-feira (22), durante o telejornal policialesco Brasil Urgente, apresentado pelo comunicador José Luiz Datena.“Acho que a gente tá com um problema de narrativa. Hoje de manhã, por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro”, acusou o presidente da Caixa. “O ponto é o seguinte: vai ou não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Ah, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Passei meia hora levando porrada, mas repliquei”, continuou Pedro Guimarães, no trecho que provocou polêmica envolvendo o clã da família Saad.Como o trecho foi liberado durante a transmissão do Brasil Urgente, e respectivamente divulgado pelo noticiário, o apresentador José Luiz Datena foi o primeiro da TV Bandeirantes a emitir sua opinião sobre a citação.

Ele demonstrou profunda indignação, cobrando, em tom ameaçador, que Pedro Guimarães cite quem foi o funcionário da Band que foi até a Caixa pedir dinheiro para a emissora. Questionou ainda a interpretação dúbia no discurso do diretor, que, para ele, seria motivo para o apontamento do crime de prevaricação, com punição por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro.