Há três anos sem falar com o pai, filho do sertanejo Luciano escreve carta aberta

Bocão News

(Foto: Reprodução/Instagram)

Wesley Camargo, filho do sertanejo Luciano, que faz dupla com Zezé di Camargo, estava há três anos sem falar com o pai. O garoto surpreendeu ao postar nas redes sociais uma carta aberta ao pai falando sobre o afastamento entre eles. “Oi, pai. Não sei se a gente vai se reencontrar nessa vida. Lembrei de um poema do Ferreira Gullar e queria, de alguma forma, que ele chegasse a ti”, postou Wesley, se referindo a um texto sobre esquecimento.

Ao #JornalExtra, Wesley, que trabalha como corretor de imóveis em Goiânia, informou que não fala com o pai desde 2017 por conta de um desentendimento familiar e disse que gostaria de fazer as pazes com o cantor. “Faz três anos que a gente não se fala. Toda família tem diferenças, mas é perceptível o afastamento dele, não somente com minha pessoa, mas com vários outros membros da família”, disse Wesley.

“Sinceramente, já venho perdendo as esperanças de ganhar ao menos um abraço”. Em 2014, Wesley, que é filho de Luciano com Cleo Loiola, ficou detido na Delegacia da Mulher de Goiânia, acusado de agredir a prima e a tia em uma discussão. Após pagamento de fiança no valor de R$ 10 mil, feito pelo pai, o jovem foi solto.

“Paguei (a fiança) em 2014 contra a minha vontade, para mim, ele cometeu crime, sim. Mas, infelizmente no Brasil, esse tipo de crime não dá em nada. Wesley foi condenado a prestar serviço para a sociedade. Isso é pena para quem bateu na tia?”, escreveu o cantor, revelando um climão entre pai e filho.

Na época, Wesley, de 31 anos, disse que já tinha cumprido a pena e revelou que estava brigado com o pai desde 2017, quando se desentendeu com um cunhado de Luciano, irmão da mulher do cantor, Flavia Camargo.

Luciano passou o fim de semana em sua mansão com os outros tres filhos, Natham e as gêmeas Isabella e Helena.

Veja a carta aberta do filho do Luciano ao pai:

CARTA ABERTA

Oi pai, eu não sei se a gente vai se reencontrar…. nessa vida! Eu lembrei de um poema do Ferreira Gullar. É eu queria de alguma forma chegasse a ti.

O poema diz assim:

” • Quando você fosse embora, homem branco como a neve, ME LEVE!

– Se acaso ocê não possa me carregar pela mão….homem branco de coração de neve….me LEVE no coração!!!!

– Se no coração não possa, por acaso me levar, homem de sonho e de neve….me LEVE em seu lembrar!

-Mas se aí também não possa por tanta coisa que LEVE já viva em teu pensamento……Homem meu pai branco de neve…. ME LEVE…………….NO SEU ESQUECIMENTO!!