Preta Gil relembra preconceito da capa de seu álbum: ‘Parecia que tinha matado alguém’

tv prime

(Foto: Reprodução/Instagram)

Preta Gil resolveu trazer à tona um assunto que já foi alvo de grande polêmica em sua vida. A cantora foi convidada do programa do humorista Eduardo Sterbilich, Sterblitch Não Tem Um Talk Show: O Talk Show. Primeira discussão de sua trajetória foi em 2003, quando a filha de Gilberto Gil posou sem roupa para a capa do seu primeiro trabalho, Prêt-à Porter.

Na ocasião a artista chegou a contar que, depois de um sonho, resolveu aparecer bem à vontade, o que gerou críticas do público e mídia em geral. Preta Gil teve que reunir forças para enfrentar os ataques e xingamentos por parte das pessoas. “Hoje, todo o meu discurso de 18 anos atrás é chamado de empoderamento. E isso se dá justamente da gente ir se identificando, comunicando e criando grandes elos”.

“Capa bem a vontade foi um escândalo, parecia que eu tinha matado alguém. Eu me lembro que era muito só. Eu falava de coisas que as pessoas me olhavam e ficavam: ‘Do que você está falando?”. Desabafou a cantora.