Nego do Borel pode ser preso por tentativa de femínicidio, diz delegada

Tv Fama

(Foto: Reprodução/Instagram)

A cada dia que passa, Nego do Borel acaba se complicando ainda mais com a Justiça. Após as acusações feitas por sua ex-noiva, a atriz Duda Reis, o funkeiro, agora, também terá que responder pelas supostas agressões e tentativa de feminicídio contra sua ex-assessora, Swellen Sauer, com quem o cantor viveu um relacionamento no passado.

Após ter usado seu perfil do Facebook para relatar agressões que teria sofrido de Borel no ano de 2013, Swellen formalizou um inquérito contra o ex-namorado no Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher, do Rio de Janeiro. Agora, o caso segue sob cuidado da delegada Sandra Maria Pinheiro Ornellas.

Em entrevista ao jornal Extra, Ornellas afirmou que “o caso da Swellen é bem mais grave” se comparado com o de Duda Reis. Isso porque, segundo a delegada, a ex do funkeiro relata, inclusive, uma situação que caracteriza uma tentativa de feminicídio.

Sandra conta que Sauer acusa Borel de lesão corporal, que aconteceu quando, segundo ela, o cantor lhe deu um soco na costela, e a tentativa de feminicídio, quando o funkeiro teria tentado enforcá-la com um carregador de celular.

Ornellas já entrou em contato com a ex-assessora do cantor para que ela compareça à delegacia na condição de vítima. O depoimento dela é considerado crucial para o esclarecimento do ocorrido.

Vale lembrar que a DEAM de Jacarepaguá, no Rio, também formalizou uma denúncia de ameaça contra Borel. Isso, depois de Duda Reis ter usado seu Instagram para publicar um vídeo fazendo novas acusações contra o ex-noivo.

Diante da gravidade das acusações, Sandra diz que Nego do Borell pode chegar a ser preso. Segundo a delegada, para que isso aconteça, só basta vislumbrar que o fato do cantor continuar em liberdade “coloca em risco àquelas que já foram vítimas dele”. Além disso, ele também pode ser preso caso viole a medida protetiva concedida pela Justiça a Duda.