Cantora morre após ficar 16 dias internada com Covid-19 e deixa apelo no leito de morte: ‘Tenham cuidado’

tv prime

por Instagram

Desde que a pandemia do coronavírus teve início, por volta de dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, na China, a doença já tirou a vida de mais de 2,2 milhões de pessoas em todo o mundo, principalmente em países como Brasil, Estados Unidos e China, que estão entre os mais afetados.

Entre os óbitos mais recentes está o da cantora americana Kyanna Sutton, que tinha apenas 28 anos e lutou até o fim pela vida em um leito de UTI. Ela faleceu na última semana, vítima da Covid-19, e seu público lamentou a morte.

Depois de ser diagnosticada com a doença, a cantora, que tinha muitos admiradores, por causa de seus vários trabalhos, mostrou-se bastante positiva, acreditando que iria conseguir se recuperar da enfermidade.

Kyanna ficou em um leito de hospital por 16 dias. Ela precisou de oxigênio da unidade e depois de respiradores, até que sua mãe permitisse aos médicos que desligassem seus aparelhos de suporte à vida.

Em vídeos, Kyanna comoveu seus seguidores: “Eu mal consigo me mover sem perder o fôlego completamente. Estou dormindo e acordando, mas minha respiração me acorda. Parece que alguém está pisando no meu peito e nas minhas costas. Acho que as coisas pioram antes de melhorar. Por favor, tenham cuidado“, disse a cantora.

A mãe de Kyanna se manifestou após a morte da filha e desabafou em uma publicação emocionante, falando sobre os momentos finais com a jovem.

(Foto: Reprodução/Instagram)