Exclusivo: TV Globo não renovará contrato fixo de R$ 400 mil com Pedro Bial

tv prime

(Foto: Reprodução/Instagram)

Depois de 25 anos de um sólido contrato que beira R$ 400 mil mensais, o jornalista e apresentador da TV Globo, Pedro Bial, não terá seu contrato fixo renovado com a emissora. O martelo foi batido ontem (01) pela direção da emissora após uma reunião de planejamento.

O contrato vence esse ano e, caso a TV Globo tenha interesse em novas temporadas do programa Conversa com Bial, o jornalista irá receber apenas enquanto estiver no ar, ou seja, por temporada de trabalho. Nesta reunião também foi decidido que o apresentador terá o salário reduzido pela metade, o equivalente a R$ 200 mil durante futuras temporadas.

Pedro Bial foi correspondente internacional pela emissora global na transição dos anos 80 para os anos 90, quando ganhou destaque no jornalismo, cobrindo eventos importantes como a Guerra do Golfo, o Colapso da União Soviética e a queda do Muro de Berlim. A qualidade do seu texto e a rigidez das apurações fizeram o apresentador ganhar larga notoriedade na emissora, sendo convidado para comandar o Fantástico em 1996.

Bial também esteve a frente por cerca de 15 anos do programa que iria consagrá-lo para todo o Brasil: o Big Brother Brasil. Foram 16 edições comandas pelo jornalista, que também atua em diferentes segmentos artísticos, sendo considerado um autor e roteirista de grande gabarito no ramo da literatura, do teatro e do cinema.

Com temas relevantes e delicados, Pedro Bial é lembrado por chacoalhar a televisão, colocando em pauta temas que giram em torno de tabus e que, até hoje, são sensíveis à sociedade. Há cinco anos está a frente do programa Conversa com Bial, que, na pandemia, foi precursor das entrevistas online por vídeo chamadas. O sucesso com o novo formato que encontrou para o programa – o primeiro a retornar à grade de programação da emissora global durante a pandemia – foi adotado por diversos outros programas de entrevistas não só na TV Globo.