Maju pede desculpa por comentário sobre lockdown: “Foi infeliz”

kid gordinho Drt 5898

por instagram

Nesta quinta-feira (18), Maria Julia Coutinho, apresentadora do “Jornal Hoje”, pediu desculpas pelo comentário que fez sobre o lockdown na terça-feira (16). À situação, a jornalista defendeu a medida de isolamento e declarou que para opositores “o choro é livre”.
“Anteontem, para reforçar a necessidade do isolamento social, eu usei, no improviso, uma expressão infeliz que precisava de um complemento para deixar bem claro o que eu queria dizer. Eu disse: ‘O choro é livre’. Com isso, eu quis dizer que por mais amargos que sejam as medidas de isolamento. Elas são necessárias para evitar o colapso do sistema de saúde”, iniciou Maju .
“Mas eu também entendo perfeitamente a dor dos pequenos, médios e micro empresários que são obrigados a manter os negócios fechados. E vocês [telespectadores] são testemunha. Ontem mesmo exibimos uma reportagem sobre o assunto e eu desejei agilidade por parte do governo e do congresso para atender as necessidade dos empresários e das famílias que aguardam o auxílio emergencial”, acrescentou.
“Então eu reitero aqui o meu desejo, me desculpo pela expressão que usei anteontem e bola pra frente”, concluiu Maju.
“Do alto de sua arrogância global e de seu alto salário, Maju Coutinho defendeu o lockdown e debochou de quem precisa trabalhar para não passar fome. Segundo ela, se você não pode ficar em casa, ‘o choro é livre’. É esse o tipo de gente que nos ataca na Globo lixo”, escreveu o deputado federal no Twitter.
O posicionamento da apresentadora não apenas irritou o deputado federal, mas alguns internautas no Twitter. “Muito triste a forma que a Maju falou. Desrespeito com os trabalhadores”, afirmou um usuário. “Maju falou milhares de vezes que precisamos ter empatia e usa esse termo horrível de que o ‘choro é livre’? Mais respeito para as pessoas que estão perdendo seus negócios e demitindo gente”, disparou outro. “Deus me livre ser igual a Maju. Lamentável”, comentou um terceiro. Assista ao vídeo do comentário. Assista ao vídeo de desculpas.