Carolina Dieckmann lamenta caso Henry e faz alerta para os pais: ‘Denuncie’

Istoé

(Foto: Reprodução/Instagram)

Assim como a população, Carolina Dieckmann também está revoltada com a morte brutal do menino Henry Borel, de 4 anos de idade, que ao que tudo indica, segundo as investigações da polícia, teria sido assassinado pelo padrasto, Dr. Jairinho, namorado de sua mãe, Monique Medeiros.

Como forma de fazer um alerta para muitos pais sobre o caso, a atriz compartilhou uma imagem da criança com asas de anjo e lamentou o ocorrido: “Eu ainda não consigo falar direito sobre isso, mas acho que preciso (toda mãe e todo pai precisa) tentar falar, refletir, OLHAR… Uma criança era torturada. Uma criança foi torturada até a morte pelo padrasto. Aos olhos da mãe? Impossível que a gente não pense, repense sobre tudo que podia ter sido feito para evitar essa tragédia”, escreveu ela na legenda do post.

E completou: “Torcendo para que a justiça dos homens aconteça, porque a justiça divina é implacável. À memória do Henry, todo meu AMOR de mãe, toda minha DOR de mãe e também toda minha revolta de mãe! Fiquem atentos ao primeiro sinal de violência física ou psicológica. Vá embora, denuncie, acredite em seus filhos, não espere a próxima vez, pode ser a última. Descanse em paz, pequeno Henry. Minha solidariedade e desejo de que Deus possa dar conforto a Leniel, pai do Henry.”