Com 50% do pulmão tomado por Covid, Atriz é submetida a parto de emergência e relata drama: ‘Falta de ar’

tv prime

foto/google

A Covid-19 tem provocado sérios problemas em algumas gestantes. A atriz global Mary Sheyla, de 40 anos, abriu o coração e falou sobre o drama que viveu com a chegada da sua segunda filha, a pequena Maria Luysa. A famosa deu à luz no dia 13 de maio e seu parto precisou ser induzido com 36 semanas de gravidez, após ela ter testado positivo para o coronavírus.
Mary Sheyla foi submetida a uma cesariana de emergência e apesar de o parto ter transcorrido tranquilamente e a filha ter nascido saudável, a mamãe famosa contou que mal pôde tocar na menina quando saiu de dentro do seu ventre. A atriz descobriu a gestação no mês de agosto do ano passado. Ela já é mãe orgulhosa de Esther, de 11 anos, fruto do seu relacionamento com Aldemir Silva.
A artista tinha o desejo de ser mãe novamente, mas não pretendia engravidar durante a pandemia. Quando descobriu estar grávida, a famosa estava gravando uma novela. Mary Sheyla continuou novamente nas gravações e teve uma gravidez tranquila. A atriz disse que não tinha nada o que reclamar, pois, estava tudo dentro da normalidade.
No entanto, quando chegou a 36 semanas de gestação, começou a apresentar uma tosse alérgica e falta de ar. Foi quando sua obstetra pediu para ir logo para a maternidade. “Na noite antes de ela nascer, eu senti muita falta de ar. Eu estava com uma tosse, mas parecia tosse alérgica. Parecia tosse de alergia, mas a minha tosse de alergia não me falta o ar”, afirmou Mary, que ainda contou que, ao passar por alguns exames no hospital, a tomografia apontou que seu pulmão estava 50% comprometido, “Era Covid!”, desabafou.
Após ter testado positivo para a Covid-19, os médicos optaram por induzir o parto de Mary Sheyla. Ela disse que foi um susto, pois não esperava. Enquanto os médicos estavam realizando o parto, o seu pensamento era de que precisava vencer o vírus. A atriz disse que ficou muito preocupada e como estava com coronavírus não podia ter contanto nenhum com a filha.
Felizmente tudo correu bem, mãe e filha passam bem e a atriz já está em casa com a família. Ela afirmou que tudo que viveu foi um grande milagre e quando estava no CTI seu estado era considerado delicado e sem previsão de alta. A artista chegou a ter 50% do pulmão comprometido pelo vírus.