Covid-19 fez saúde de Kelly Key piorar: ‘crise foi realmente séria’

tv prime

foto/google

A cantora Kelly Key tem enfrentado um problema muito sério de saúde e precisou passar por um longo tratamento para se recuperar da psoríase. Essa é uma doença autoimune que causa lesões na pele. Além do incômodo, da queimação e das coceiras, essa doença também deixa o aspecto da pele visivelmente afetado.
Depois de pegar Covid, seu estado de saúde piorou
Após ter contraído a Covid-19, Kelly Key percebeu que os sintomas da psoríase ficaram ainda piores. Segundo a cantora, as lesões causadas pela doença atingiram mais de 50% de seu corpo, incluindo costas, pernas, barriga e cotovelos. “A crise foi realmente séria”, disse ela, que precisou de apoio médico.
A cantora estava em Portugal quando contraiu a Covid. Ela contou que começou a fazer um tratamento para diminuir as lesões da doença na pele ainda em Portugal, mas os medicamentos receitados não deram certo, assim, teve que vir ao Brasil para se consultar com a dermatologista que acompanha seu caso.
O primeiro remédio receitado pela médica também não deu certo, assim, a dermatologista prescreveu outro um pouco mais forte, que tem como efeito colateral a diminuição da imunidade natural do corpo. Foi por isso que a cantora entrou na lista de prioridade de vacinação da Covid-19, pois, seu caso entrou na lista de comorbidades.
Aparentemente o tratamento está dando certo. A cantora já tomou a primeira dose da vacina e está com a segunda dose agendada para o mês de agosto. Ela comentou que ainda precisa tomar o remédio que diminui a imunidade, sendo assim, todo cuidado com outras doenças é pouco.