Mãe de Paulo Gustavo fala sobre quem se recusa a usar a máscara: ‘Assassino’

tv prime

foto/googgle

Déa Lucia, mãe de Paulo Gustavo, postou em seu perfil no Instagram, na manhã de hoje(11), uma mensagem da internauta Deisy Ventura fazendo críticas à desobrigação do uso de máscaras em meio à pandemia da Covid-19. De acordo com ela, as duas compartilham do mesmo pensamento e acreditam que quem toma essa atitude é um “assassino”.
A postagem da seguidora dizia que quem disser a alguém para deixar de usar máscara durante a pandemia descontrolada é um assassino. É preciso sair de perto e cortar relações. Por sua vez, a matriarca disse que “assina embaixo” e aconselhou seus seguidores a continuarem usando a máscara.

Na tarde de ontem(10), o presidente Jair Bolsonaro disse que o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, deve publicar algo falando sobre desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que já foram vacinados ou tiveram a doença e estão recuperados.Mas essa medida vai contra as recomendações de autoridades de saúde mundial. Uma vez que o uso de máscara é recomendado, inclusive, depois de tomar as duas doses da vacina. Já que o imunizante diminui as chances da pessoa desenvolver a forma grave da doença, porém, não impede a transmissão do Coronavírus.O artista Paulo Gustavo faleceu em maio desse ano, com 42 anos, vítima das complicações causadas pelo coronavírus. O mesmo ficou internado durante 53 dias, a maior parte do tempo permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva em um hospital do Rio de Janeiro.No fim do mês de abril, o ator teve uma pneumonia bacteriana após apresentar uma pequena melhora repentina. Após o caso se tornar irreversível, Paulo Gustavo veio a óbito.