Após ofender Xuxa, Datena é condenado a pagar R$ 20 mil em cadeiras de rodas

Fonte Bnews

(Foto: Reprodução/Instagram)

o apresentador da Band José Luiz Datena foi condenado pela Justiça a pagar o valor equivalente a R$ 20 mil em cadeiras de rodas para uma instituição de caridade, de acordo com apuração do F5. O processo é referente a uma queixa-crime feita por Xuxa em 2017, quando, após uma discussão com o filho de Datena pelas redes sociais, ela foi chamada pelo apresentador da Band de “garota de programa infantil”.

Segundo o advogado de Datena, Fábio Mariz, o caso está resolvido, e as dez cadeiras de rodas foram doadas a uma instituição em dezembro de 2019. “Foi o Ministério Público quem deu a sugestão da transação, acatada pelo apresentador. A fundação informou os modelos da cadeiras, e Datena fez a doação”, conta.

A proposta do MP é um mecanismo da lei que nem beneficia nem pune o processado. “Houve um desgaste do processo, mas ele ainda pode fazer uma boa ação. Depois até fez uma reportagem com a instituição por ter gostado dos princípios dela”, reforça o advogado.

Xuxa não compareceu em nenhuma das audiências e foi representada por um advogado. Já Datena esteve presente na última. O advogado de Datena explica que o jornalista não quis em nenhum momento ofender a honra de Xuxa, mas defender o filho dele na discussão.

Na ocasião, Joel Datena, filho de José Luiz, discordava da Lei da Palmada, que pune quem bate nos filhos. E Xuxa argumentou que era válido. Foi então que Datena disse que quem merecia apanhar era o filho por ter assistido na infância “aquela garota de programa infantil que cresceu e continua infantil”. Procurada, a assessoria de imprensa de Xuxa disse que não comentaria o caso.